terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Lançamentos Musicais Piauienses de 2015

Essa é a primeira lista de lançamentos musicais piauienses (feita por um piauiense) da qual tenho conhecimento, entre singles, EPs, DVD, clipes e discos cheios. Não sei mesmo porque os veículos de comunicação locais não valorizam esse tipo de pauta, pois rende acesso, visibilidade, aumenta a autoestima do artista, gera reconhecimento para o veículo, pode criar um feedback entre leitor (público) e artista, apresenta o artista para os mais diversos públicos, enfim, é bom para todos. Nas palavras do mano Agostinho: “a gente faz o que pessoas que são pagas para fazer não fazem”.

Não haverá um aprofundamento sobre os lançamentos por razões de tempo, logo não esperem por muita opinião ou julgamento. Listas como essa são tradição em todo o mundo, menos no Piauí, sabe-se Deus por qual motivo (preguiça?). Elas são importantes por reunir num só espaço uma infinidade de artistas que estão produzindo, lutando todo dia para fazer sua arte circular e que na maioria das vezes não têm oportunidade nos grandes veículos centralizados. Muitas (listas) deixam a desejar, esquecem determinados lançamentos, são injustas e ainda assim, amigos, a vida continua, os artistas seguem lançando, então do it yourself. Comecemos:

A banda A Banda de Cá (ahushasuha), formada por Jamile (voz), Ricardo (órgão/baixo), Eudegard (guitarra/sintys) e João (bateria e voz), lançou esse ano o EP Músicas de Calçada, disponível no soundcloud:


Dona das melhores capas, os melhores cliques, merchans legais, um social media manjador e formada por Guilherme Muniz, Jairo Anderson e Flávio Alexandre, a banda de surf punk instrumental Aloha Haole, com umas turnês legais nas costas, incluindo América Latina, acho que foi a que mais lançou material esse ano. Segundo o bandcamp da Aloha em janeiro foi lançado o EP The Fucking Summer Rain Fucked My Vacation. Em outubro foi a vez de liberarem o Double Song Toration.

De material, os caras ainda fizeram uns mini-docs das mini-tours que eles tramparam. 

Aloha Haole • Que Pasa, Haole? Gira Argentina 2015:


A tour do Pará foi dividida em três capítulos(?)

Aloha Haole • Pororoca's Surf Tour Pará 2015 • Parte 01:



Banda de Metal/Hardcore que lançou em Abril o EP Orgulho e um lyric-vídeo de faixa homônima.




Black Deep Sea

Possivelmente a mais 9nha dessa lista, a Black Deep Sea é uma banda de metal formada por Waltson Felizardo, Carlos Neto, Miguel Jacob e o recém-acrescido tecladista Caio Ramon. Os caras estão finalizando o primeiro EP, tentando ver uma agenda de shows e já disponibilizaram duas faixas que são Social Skipper e Dancing In The Silence.



No Youtube é possível ver making-off do que foram as gravações.


BR 316

Segundo publicação no site Southern Rock Brasil, havia uma previsão de lançamento do disco da BR 316 para novembro, o que não aconteceu. De toda forma, fica aqui o link para sacar as músicas já disponibilizadas durante 2015.


Buxada Records

Como o nome sugere não se trata de uma banda, mas sim de um selo/gravadora independente. No soundcloud da Buxada há vários discos, EPs e singles de diversas bandas que sequer fizeram apresentações ao vivo. De toda forma, vocês podem conferir os projetos todos no link a seguir, há bandas como RG 00, Porkaria, outras.

DIY é com eles: Rui Neto (vocal), Alexssandro Sousa (baixo), Breno Pereira (Bateria) e Pedro Augusto (guitarra). Em junho os caras lançaram o single Cirandinha é o caralho e mais uma intro. Fizeram turnês entre Maranhão e Pará, costumam tocar pelo Bueiro e pelos eventos mais under de terehell.



Capitalistic Death

Embora não sejam as versões finais, o Capitalistic Death soltou umas pré-masters do disco que estão gravando. Confere aí esse som ligeiro e nervoso, também conhecido por GrindCore.



A banda possui integrantes das cidades de União e Piri², são eles André Henrique, Onofre Neto, Helton Filho e Marcos Paulo. A contar pelo primeiro disco, possuem uma sonoridade ‘progressivo-pop-do-sertão-conceitual’. No final de outubro a banda disponibilizou no Youtube o single Pequeno Sermão (Sobre Perder e Ganhar) do EP Perto da Linha do Equador, lançado em show cultural na cidade de União. Para adquirir o disco dos caras, lançado em outubro, é só entrar em contato através da fanpage da banda.

O Cristian era só mais um cantor de churrascaria tocando violão e acompanhado por guitarra, baixo e bateria na zona Leste até que um empresário foi com sua cara e decidiu investir. Moral da história, hoje tá com uma banda grande tocando forró eletrônico em tudo que é fuá desse Piauí e esse ano gravou um disco promocional com o single autoral Festa na Piscina, que tem um riff chiclete da banda Calypso no finalzinho. Em 2015 o cantor dividiu palco com Gabriel Diniz e seu disco promocional já teve mais de 50 mil downloads. Baixe e ouça aqui.


DJ Barão

Projeto de Guilherme Cerqueira envolvendo beats, eletrônica e hip hop, além de muitos mashups, colagens e samples de músicas nacionais. Pegando a deixa do Nei Lisboa, pra viajar no cosmos não precisa gasolina, só esse set After a Hard Night do DJ Barão, lançado em julho.



O Guilherme é também guitarrista na banda de post-rock Wake Up, Killer!.

O vocal da banda Narguilé Hidromecânico, Fábio Crazy, aliou-se a Lívio Nascimento (guitarra) e Thiago Doh (Jet Set Live), para montar o Eletrique Zamba com influências de rap, reggae, dub, música eletrônica e uma par de outras sonoridades. O resultado pode ser conferido a seguir.


A Banda Eufrásia é aquela banda meio perdida no tempo, com músicas disponíveis no Palco MP3 e não só isso, mas uma sonoridade que lembra bastante o indie pop do começo dos anos 2000. Tem André Ribeiro (voz, violão e guitarra), Rivanildo Silva (voz e guitarra), Ivis Ruan (baixo) e Filipe Augusto (bateria) em sua formação. A banda lançou o disco “Feito de Tempo”.

Há três meses o ex-guitarrista na banda Anna Werther liberou duas músicas de seu projeto chillwave/lo-fi, são elas Kali e Onírica.



Filo

Esse aqui entrou na lista já nos 49 do segundo tempo, com acréscimo e tudo. O cara nasceu em Imperatriz no Maranhão, seguiu a velha história de fazer universidade em Teresina e tarara. Daí que lançou esses meses o full álbum Pink, gravado independente, em home estúdio com uma sonoridade que passeia pelo Ambiente e Chillwave não Lo-Fi.
 

Fronteiras Blues

Banda piauiense de Blues Rock que lançou seu primeiro disco em 2015 intitulado Entre o Céu e o Inferno, disponível em streamings como Deezer, Rdio, Spotify, iTunes e outras.



Possivelmente a mais saudosista de todas, a banda Gramophone ensaiou uma volta esse ano, lançou Aquéns e Canções de Amor Ainda Servem Para Alguma Coisa como prévia de um disco por vir. Bora aguardar.



O Segundo trabalho do duo Guardia (que até dias atrás se chamava Guardia Nova) tem o título de Imperfei, o que me faz lembrar o álbum C_mpl_te do Móveis Coloniais de Acaju. Sonoramente há um abismo imenso de diferença entre as duas bandas, há um mar de guitarras, embora haja também violão e sintetizadores, no Imperfei enquanto o MCA tem flauta, escaleta, naipe de metais etc.

Há o que considero ser homenagens através das faixas Luiz Caldas, ao ícone da Axé Music, Samir, irmão de um dos integrantes do grupo, Ponte Wall Ferraz, citação a Teresina e Legião de Jorge, aqui podemos supor Jorge Ben, Jorge Aragão, Jorge VercilLo e o mais provável, Jorge Mautner ou no mínimo São Jorge. O segundo disco da dupla Jan Pablo e Cavalcante Veras está disponível nas principais plataformas de streaming



Banda de Black e Trash Metal nova do Piauí, Hoax, pelo pouco que consegui apurar, está finalizando um material e soltaram esse single chamado Minefiel, que estará no EP Nuclear Abomination.


Hugo dos Santos


Não sei o que rolou que o disco cheio de Hugo dos Santos não foi lançado esse ano, que era a previsão e tal. De toda forma, o músico lançou o single Mudando a Estação em julho e Longe é Aqui com clipe em setembro. Desterritorializado é o termo que costumo pensar para falar do Hugo. O artista nasceu em Mato Grosso e aos 16 anos passou a morar em Teresina, onde teve um filho. Hoje vive em João Pessoa (é issu memo, produção?).



Hugo possui alguns EPs lançados e passou por bandas como Captamata, Fragmentos de Metrópole, Guardia, Trinco e uma temporada na Fullreggae.


Kalixto

Embora o disco FabriKalixto tenha sido gravado anteriormente, o álbum só foi divulgado em streaming esse ano. E a mistura de ritmos pode ser conferida a seguir.


Foi em Maio que Naeno lançou seu quarto álbum (apenas) em formato físico no Palácio da Música. Intitulado Cor Solar, o disco traz participações de Chico César e Zeca Baleiro. Com doze faixas, o CD foi gravado, mixado e masterizado em São Paulo. Nascido em São Pedro do Piauí, o músico iniciou sua carreira nos anos 70 em Teresina com o Grupo Varanda, referência ao lado do Grupo Candeia, bandas que revelaram nomes como Zé Piau, Júlio Medeiros, Aurélio Melo, Paulo Aquino e Zé Rodrigues, autor da música Teresina, hino popular da capital.


Diretamente de Parnaíba, a Negative Green lançou em outubro o EP Officially Insane com as músicas Stevie e Sogeme. O EP sucede o álbum Blue Tree Lunatic Hotel, também disponível no soundcloud da banda.



A banda de hardcore Obtus lançou em outubro o clipe de Escória, música do EP Nokku de dois anos atrás.

Parece que 2015 foi o ano da redenção para o rapper da zona sul de Teresina em oposição aos desentendimentos provocados em sua vida pela mídia marrom da capital. Muitos shows pela zona leste e não só lá, claro, parcerias e um documentário por vir (Deixa a Chuva Cair – Let the Rain Fall) mostrando o lado social de seu trabalho junto à comunidade onde mora. Soma-se a isso o lançamento de clipes e de seu projeto solo misturando rap e reggae com músicas lançadas em 2015 do que será o seu disco Sinta a Minha África, sucedendo o EP Kizomba, de 2014.


Quando pensei em montar essa lista, resolvi fazer um post no Facebook pedindo ajuda a quem lesse a postagem para me mostrar mais lançamentos piauienses desse ano, daí que dos pouquíssimos retornos que obtive surgiu esse, então só por isso acho que valeu ter feito o post, ainda que não tenha tido quase nenhuma ajuda.

Bem, o Serge é um piripiense que vive atualmente em São Paulo e faz parte de uma cena com nomes como Érica Alves, Pedro Zopelar e Seixlack. O músico integra o casting do Skol Music juntamente com Boogarins e Jaloo (sente o peso). Serge, é, portanto e talvez, um exemplo do que fazer com o Piauí, vazar daqui enquanto é cedo, enquanto há tempo e juventude.

Daí que o Serge Erege lançou esses dias o clipe da música Rhythm of the Day:



Uma entrevista com o cara aqui.

Tenfold

A banda de Metalcore Tenfold lançou o clipe de I Am Omega, o single estará do debut Seclusion. O clipe ficou legal para o que se pode esperar desse segmento. Só conferir.


V-ROAD

Embora a banda tenha anunciado a recente pausa em suas atividades, V-Road lançou o single Strange Things que pode ser conferido em lyric-vídeo no youtube.



Validuaté

Não há muito que falar da Validuaté. Os caras são bem sucedidos dentro do Piauí. Tem assessoria, produtora, base sólida de fãs e esse ano lançaram seu primeiro DVD, o Validuaté Ao Vivo, gravado na Central de Artesanato Mestre Dezinho. Fizeram também uma mini-tour de divulgação passando por Pernambuco e Paraíba. No momento a banda está numa campanha tímida para tocar no Estúdio ShowLivre, o que é uma incógnita, já que não há qualquer divulgação nas redes sociais da Validuaté, a não ser na de seu vocalista, José Quaresma. #vaientender, né?!

Encerrando a lista de maneira bem egoísta, falo rapidamente do lançamento de duas músicas que disponibilizei esse ano para divulgar meu disco solo que sairá no primeiro trimestre de 2016. Em outubro lancei a música Teoria do Abacaxi e no início de dezembro lancei Núcleos de um Romance Engavetado, faixa com sete minutos que traz participação especial dos meus amigos João Pedro, Heitor Matos, Joniel Santos, Agostinho Torres e Ronnyel Seed, do coletivo Geração TrisTherezina.

É muito fácil baixar e ouvir as canções, link a seguir.



Caba logo, 2015! 0/

Lançamentos Musicais Piauienses de 2015
  • Título : Lançamentos Musicais Piauienses de 2015
  • Postado por :
  • Data : terça-feira, 29 de dezembro de 2015
  • TAGS :
  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

4 comentários:

  1. Parabéns pela iniciativa da compilação. Se, por um lado, está mais do que provado que a produção fonográfica piauiense vai muito bem (obrigado!), uma sistematização é mais do que necessária. E vocês começaram bem =)

    ResponderExcluir
  2. Muito maneiro! Legal mesmo! Outras produções importantes ainda ficaram de fora da lista. Trabalhos desse tipo alavancam e divulgam os nossos talentosos artistas.

    ResponderExcluir
  3. Faz tempos que procurava algo do tipo, uma copilação da nossa musica. Um lugar onde se encontra de tudo se vc n teve tempo de sair pesquisando (quase nunca temos). Adorei a iniciativa

    ResponderExcluir
  4. Muito bom. Precisamos de mais trabalhos como esse

    ResponderExcluir

Top